terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

nada de nada


Como tenho estado muuuito em casa e por alguma sorte um dos computadores vem funcionando, lento e travando, mas funcionando, ando passeando bastante por blogs. Em alguns que conheço a mais tempo ou onde uma forma de amizade estabeleceu-se, tenho lido como livro, inteiro, pedaço a pedaço, partes, como capítulos. E voltando a entrar em um monte de desconhecidos, por mera curiosidade. Descobertas? Quase tudo igual, ou melhor dizendo, grupos semelhantes, temáticas comuns, pràticamente relê-se argumentos, teses ou confidências. Afinal,somos todos, os humanos, tão semelhantes entre nós como raças de cães ou cavalos.Só que refiro-me a "raças psicológicas". Grupos comportamentais, encontrando-se ou não em confrarias. Ah! Que saudade de caminhar pela mata! Que necessidade de caminhar pelas matas!

Um comentário:

Le Vautour disse...

Colega, bom reencontrá-la aqui. Bom ler estes pensamentos lúcidos e fortes, livres e corajosos.
Abraços!

PROCURO UMA CLAREIRA, UMA OCARA, UM ESPAÇO, PARA ENCONTROS E TROCAS

BEM VINDO !

AQUI SEGUEM OS RELATOS DAS MINHAS AVENTURAS E DESVENTURAS, SÒZINHA OU COM MINHA FAMÍLIA ONDE MUITOS NÃO GOSTAM DA MATA OU DE MIM.

Reinício em 11/02/2011