quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

... PUUÁÁÁ!


Não é a primeira vez que as coisas vão dando p'ra trás, sem parar, enguiçando todos os domésticoeletricos, sucessivamente. São pouquissimos,mas mesmo assim...sem lavadora de roupa não dá. Como tambem o fogão que vazou gás até o dia que o técnico veio e fez parar de vazar só pelo olhar dele, pois não apareceu nenhum defeito. A lavadora é diferente, o defeito não desaparece nem após a troca de sucessivas peças. A câmera fotográfica apresenta uma mancha nas fotos, o carro precisa de consertos caros. Tema prosaico, parece. Acontece que é muito mais do que isso, espera de respostas importantes que não chegam, confirmação da traição por parte de parentes, a lista poderia seguir até ultrapassar o entediante. Mas descobri por experiências anteriores, e reconfirmada ontem/hoje, que o importante é se desesperar porque aí tudo muda. Gritar, contestar, blasfemar, desesperar e finalmente prostrar-me ante uma incipiente depressão. Imediatamente começam a chegar algumas boas notícias, reencontro amigos que nem esperava mais, a filha entra em fila de espera para Universidades, não foi eliminada, alguns negócios que estavam estagnados, repetinamente se resolvem, tudo hoje. Conclusão sábia: Da proxima vez não espero tanto para desesperar. Farei isso logo no comecinho.

Um comentário:

Le Vautour disse...

Colega, é prosaico, mas tenho adotado por lema de vida o "quem não chora não mama" ou então "o quem não arrisca não petisca", este do Chacrinha.
Às vezes dou com os burros n'água, mas d'outras tantas consigo.
Sei lá à procura de que é que andamos, e talvez seja à interminável procura de nós mesmos (que me parece impossível, senão aos centésimos, para jamais se completar). De qualquer forma, estou com você e não abro!
Abraço de duas asas!

PROCURO UMA CLAREIRA, UMA OCARA, UM ESPAÇO, PARA ENCONTROS E TROCAS

BEM VINDO !

AQUI SEGUEM OS RELATOS DAS MINHAS AVENTURAS E DESVENTURAS, SÒZINHA OU COM MINHA FAMÍLIA ONDE MUITOS NÃO GOSTAM DA MATA OU DE MIM.

Reinício em 11/02/2011